Dicas sobre "NDA" - Non Disclosure Agreement (Acordo de Confidencialidade)

O vídeo de hoje de 7 minutos é sobre Acordo de Confidencialidade, também chamado de Termo de Confidencialidade ou NDA - Non Disclosure Agreement.

A ideia do vídeo é informar e educar empreendedores e empresários sobre o significado de um acordo de confidencialidade e como ele pode ser usado. Lembrando que o vídeo é informativo e de forma alguma substitui a consulta a um advogado/escritório de advocacia especializado para avaliação do caso concreto.

Alguns empreendedores têm dúvidas sobre quando, como e por que usar um acorde de confidencialidade, este vídeo tem como objetivo trazer esclarecimentos inciais sobre o tema.



Aqui no blog você também encontrará outro post sobre o tema: Acordo de Confidencialidade (NDA - Non Disclosure Agreement): como, quando e para que utilizá-lo

Caso o vídeo acima não esteja aparecendo, você pode clicar neste link: https://youtu.be/69p-S3zousk

***

Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, clique aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima!

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups
Acordo de Confidencialidade, NDA, O que é NDA, Non Disclosure agreement, Termo de Confidencialidade, startup, empreendedorismo, empreendedor, empreender, confidencialidade,
Foto: Syda Productions CrayonStock

Como obter investimento anjo para sua startup ou empresa?

O vídeo de hoje tem 13 minutos e contém dicas sobre como obter investimento anjo. Se você tem uma startup ou abriu uma pequena empresa e está em busca de investimento, este vídeo é para você.

Obter um investimento é uma fase importante na vida da startup ou empresa, mas para se obter sucesso junto a potenciais investidores, é importante estar devidamente preparado. Confira o texto da Anjos do Brasil chamado "como obter investimento-anjo".

Não deixe de pesquisar na internet e em publicações de renome mais informações sobre formas de obter investimento, financiamento e apoio para sua empresa. Talvez investimento-anjo não seja a melhor opção para você neste momento, talvez você precise amadurecer mais o protótipo ou buscar outros sócios para a empresa. O objetivo deste vídeo é ajudar você a refletir sobre o tema e poder tomar a melhor decisão para sua startup / empresa.



Caso o vídeo acima não esteja aparecendo, você pode clicar neste link: https://youtu.be/69p-S3zousk

***

Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, clique aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me.

Até a próxima!

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups

Você sabe o que é SaaS, IaaS e PaaS?

Compartilho com você meu vídeo sobre SaaS, IaaS e PaaS. Essas três expressões são formas de aplicação da computação na nuvem (cloud computing) e significam Software as a Service, Platform as a Service e Infrastructure as a Service.

Aqui no blog você já ouviu sobre o tema em dois outros posts. Escrevi sobre SaaS no post entitulado Contrato na modalidade SaaS (Software as a Service): o que é, quais as principais vantagens e pontos jurídicos de atenção, e escrevi sobre PaaS no seguinte post O que é PaaS (Platform as a Service)?.

A ideia do vídeo é comparar esses três formatos de utilização de computação na nuvem bastante usados hoje em dia e entender as principais diferenças entre eles. Se você gostaria de aprender mais sobre o tema, assista o vídeo abaixo que tem apenas 6 minutos. Se gostar do vídeo, não deixe de compartilhar.

Caso o vídeo abaixo não esteja aparecendo, por favor clique neste link https://youtu.be/Ikobn2ixJGI ou assista o vídeo diretamente do meu Canal do YouTube.

Até a próxima.

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups



Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, clique aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima!

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups

Quatro erros comuns que empreendedores cometem

Compartilho com vocês o vídeo de 8 minutos que preparei com os erros mais comuns cometidos pelos empreendedores ao iniciarem suas startups e/ou empresas. Caso o vídeo ao final do post não esteja abrindo, por favor cliquem neste link ou assistam o vídeo diretamente do meu Canal do YouTube.

Empreender não é tarefa fácil e certamente é importante trilhar caminhos, aprender, errar e crescer com os erros. A ideia de falar sobre os erros mais comuns tem como objetivo alertar os empreendedores que estão começando para que possam tomar decisões mais inteligentes e evitem posturas que não irão levá-los ao sucesso.

Errar é humano, sempre vamos errar. Meu desejo é que pelo menos aprendamos com os erros dos outros e façamos nossos erros de forma autêntica.

[Peço desde já desculpas pela produção menos "profissional" deste vídeo. Não estava com acesso à câmera digital e usei a que vem embutida no computador, além de ter gravado com luz natural (e estava anoitecendo). Espero que esses detalhes de produção não atrapalhem a absorção do conteúdo do vídeo.]


Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, clique aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima.

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups


Startups interessantes do mercado de transporte

Hoje em dia podemos encontrar muitas startups que têm como principal objetivo facilitar o transporte de pessoas e cargas no Brasil. Algumas delas são mais conhecidas (como os aplicativos para chamar Taxi), outras são menos conhecidas e ainda estão buscando seu espaço.

No caso das startups de táxi, foi muito interessante ver como o movimento se espalhou e hoje em dia conseguiu uma adesão consistente e contínua, tanto de taxistas como de usuários. Como mencionarei mais a frente, o uso dos aplicativos de taxi tornou-se tão corrente que hoje a expressão "chamar um taxi", pelo menos na geração mais jovem, significa abrir o aplicativo e localizar um veículo cadastrado via 3G ou Wi-Fi.


Outros modelos, como o do Uber, ainda enfrentam barreiras. No caso específico do Uber trata-se de um modelo de negócio que compete diretamente com o regulado mercado de táxi (que inclusive requer investimento financeiro direto daquele que quer tornar-se um taxista). A startup está crescendo em alta velocidade, mas ainda são constantes, em várias cidades, as medidas judiciais, extrajudiciais, políticas sendo tomadas contra ela, além de manifestos dos taxistas, que sentem sua liberdade de trabalho sendo afetada pelos milhares de carros do Uber passando a circular.


As possibilidades de empreender ligadas ao mercado de transporte são muitas; tudo e todos precisam se transportar de um lugar para o outro para fazer a economia fluir, e ainda existem muitos mercados pouco ou nada explorados. Um exemplo de mercado ainda pouco explorado (porém em crescimento) é o mercado de transporte escolar - as conhecidas peruas escolares. Existem milhares delas circulando por aí e ainda poucos pais utilizam as facilidades de um aplicativo para acompanhar a jornada de seu filho à escola e de volta para casa.


Um exemplo de app de transporte que já vi fora do Brasil, mas ainda nenhum em território nacional, é o app de entrega de encomendas, compras de supermercado e pacotes em que, via app, você solicita que um ciclista entregue seu pacote em sua casa. Além de muito interessante a ideia, é também colaborativa e sustentável, contribuindo para o bem estar do meio ambiente.


Confira abaixo as principais categorias de startups de transporte e alguns de seus representantes. Se você conhece alguma outra categoria que não foi mencionada, sinta-se à vontade para comentar. Mas antes de conferir, assista meu vídeo sobre o tema...!





Caso o vídeo acima não esteja aparecendo, clique aqui: Startups interessantes do mercado de transporte

1- Apps para chamar taxi ou motorista particular:

Easy taxi




99 Taxis

Taxi Aqui


Esses são os mais conhecidos e mais usados no Brasil. Parece que a moda "pegou" e tanto do lado dos taxistas quanto do lado dos usuários do app, todos estão com o smartphone na mão e com o app pronto para ser usado.


Hoje em dia, pelo menos para a geração mais jovem, "chamar um taxi" significa abrir seu aplicativo de taxis e apertar o botão de localizar - via 3G ou Wi-fi - o taxi mais próximo.


Eu pessoalmente uso bastante o 99 Taxis, Easy Taxi e Uber. O Taxi Beat, Safer Taxi e Taxi aqui nunca usei. Vocês já usaram todos da lista abaixo? Qual é seu preferido?


2- Apps para encontrar um ponto de Taxi (você pode ligar ou ir até o ponto):


Onde tem Taxi aqui?


Quando estava procurando apps para citar de exemplo, encontrei outros nomes citados em matérias online, mas não encontrei nenhum site ou página para baixar o aplicativo, por isso não mencionei aqui. O único que encontrei foi o "Onde tem Taxi aqui?". Nunca usei o app e confesso prefiro os apps que já chamam o Taxi automaticamente (ao invés de achar o ponto). Vocês já usaram este app? O que acharam?

3- Apps de carona:

Zaznu


Nunca usei o Zaznu, mas acho o modelo bem interessante, principalmente pelo fator de conscientização ambiental (por que duas pessoas que vão para o mesmo local precisam andar sozinhas, cada uma em seu veículo próprio, gerando o dobro de poluição do que poderiam gerar?). Vocês já usaram o aplicativo? O que acharam?

4- Apps para transporte de cargas:

Já tinha ouvido falar do TruckPad, parece que está crescendo bastante no Brasil. Acho que é uma ótima aposta para o mercado brasileiro, inclusive (um país totalmente coberto por rodovias e estradas e dependente do transporte rodoviário). Alguém já usou esse tipo de serviço? Algum comentário sobre o tema?

5- Apps para facilitar o uso do transporte público:


Adorei conhecer esses apps para facilitar o transporte público! No Brasil não temos o "luxo", como é em Londres ou Estocolmo por exemplo, de saber quanto tempo falta para o próximo ônibus chegar, mas com a chegada desses apps, modernizando a forma que o usuário pode se planejar e organizar melhor sua viagem, tenho mais esperanças de que as coisas irão avançar mais rápido por aqui. Vocês já usaram algum desses apps? O que acharam?

6- Apps para transporte escolar:

Busão Escolar


TransKids


eEscolar


Gostei bastante da ideia desses apps, que aproveitam o sucesso obtido pelos apps de taxi para explorar e alavancar suas operações no território - ainda pouco explorado - do transporte escolar. Quem sabe em um futuro breve grande parte dos pais que utilizam serviços de transporte escolar possam acompanhar seus filhos em tempo real através do app.


Alguém já usou algum dos apps acima? Como foi a experiência?


***


Esse foi o post de hoje sobre startups interessantes (e divididas por categoria) do mercado de transporte. Você conhece outras startups que não foram mencionadas? Quais?


Se você gostou do post, clique aqui para se inscrever e receber os novos posts por email.


Até a próxima!



Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups


***
Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, clique aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima!

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups

O que é PaaS (Platform as a Service)?

Olá a todos, 

Como estão?

O post de hoje é sobre PaaS - Platform as a Service, ou, em português, "Plataforma como serviço", e é uma continuação ao nosso conhecido post do blog "Contrato na modalidade SaaS (Software as a Service): o que é, quais as principais vantagens e pontos jurídicos de atenção".

Vamos começar com a definição. Em tradução livre da Wikipédia, "uma PaaS é uma categoria de serviços de cloud computing (computação na nuvem) que proporciona uma plataforma que permite que clientes desenvolvam, mantenham e gerenciem aplicações Web (qualquer programa que seja executado em um browser) sem a complexidade de ter que criar e manter a infraestrutura tipicamente associada com o desenvolvimento e lançamento de uma aplicação (app)".

Acredito que para quem não é da área de TI a PaaS é um pouco mais difícil de compreender do que o SaaS. Em primeiro lugar, importante ressaltar que a PaaS é um serviço relacionado à criação e gerenciamento de aplicações Web - a maioria das pessoas fora da área de TI não é capaz de desenvolver aplicações Web, por isso acaba sendo um termo mais restrito a profissionais de tecnologia, diferente do que acontece com o SaaS, já que hoje em dia todos que usam a internet diariamente acabam usando algum tipo de software e, consequentemente, um software como serviço - SaaS.

As PaaS realmente reduziram as dificuldades para se criar aplicações Web. Antes, para que uma pessoa pudesse criar uma aplicação, era necessário adquirir um hardware especifico, configurá-lo, instalar softwares complexos, configurá-los, testar a segurança, desenvolver um sistema de feedback e "analytics" do que estava acontecendo, criar um sistema de gerenciamento de contas etc. Isso tudo  deixava a tarefa de desenvolvimento da aplicações muito mais restrita, trabalhosa e lenta.

Uma imagem muito interessante que achei no site da SalesForce explica como o modelo de PaaS auxilia no desenvolvimento de aplicações (e ilustra as fases que mencionei acima antes de a PaaS existir). A imagem, apesar de ser uma "propaganda" da SalesForce, traz um raciocínio que vale para a categoria de PaaS:

Imagem muito interessante que achei no site da SalesForce explica como o modelo de PaaS auxilia no desenvolvimento de aplicações (e ilustra as fases que mencionei acima antes de a PaaS existir). A imagem, apesar de ser uma "propaganda" da SalesForce, traz um raciocínio que vale para a categoria de PaaS:

De acordo com esta interessante matéria do The Guardian sobre o tema, os pioneiros do PaaS foram a Amazon Web Services e o Salesforce.com, apesar de abordagens similares já haviam acontecido antes. O Google tem o Google App Engine, que fica dentro do Google Cloud Platform, que por sua vez trouxe a PaaS para uma escala bem maior.

Para quem quer entender um pouco mais, na prática, como funciona uma PaaS, vale a pena ler as informações deste link do Google App Engine. Eles disponibilizam ferramenta para que as pessoas (em sua maioria desenvolvedores) possam criar aplicações com as linguagens de programação mais populares (Python, Java, PHP and Go), além de integração com outras tecnologias como Node.js, C++, Scala, Hadoop, MongoDB, Redis, entre outras. No site também trazem alguns casos de sucesso de empresas conhecidas e estabelecidas como Rovio, Khan Academy e Best Buy que usaram este PaaS.

Espero que o post tenha sido esclarecedor e que vocês agora se sintam mais confortáveis para falar sobre PaaS.

Para assistir ao vídeo "Você sabe o que é SaaS, PaaS e IaaS?" em meu canal do YouTube, aperte o play abaixo:





Fontes: Wikipédia (em português e inglês), matéria do The Guardian, Google Cloud PlatformSalesForce, Amazon Web Services


***

Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, clique aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima!

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups
about.me/luizasrezende