O que é PaaS (Platform as a Service)?

Olá a todos, 

Como estão?

O post de hoje é sobre PaaS - Platform as a Service, ou, em português, "Plataforma como serviço", e é uma continuação ao nosso conhecido post do blog "Contrato na modalidade SaaS (Software as a Service): o que é, quais as principais vantagens e pontos jurídicos de atenção".

Vamos começar com a definição. Em tradução livre da Wikipédia, "uma PaaS é uma categoria de serviços de cloud computing (computação na nuvem) que proporciona uma plataforma que permite que clientes desenvolvam, mantenham e gerenciem aplicações Web (qualquer programa que seja executado em um browser) sem a complexidade de ter que criar e manter a infraestrutura tipicamente associada com o desenvolvimento e lançamento de uma aplicação (app)".

Acredito que para quem não é da área de TI a PaaS é um pouco mais difícil de compreender do que o SaaS. Em primeiro lugar, importante ressaltar que a PaaS é um serviço relacionado à criação e gerenciamento de aplicações Web - a maioria das pessoas fora da área de TI não é capaz de desenvolver aplicações Web, por isso acaba sendo um termo mais restrito a profissionais de tecnologia, diferente do que acontece com o SaaS, já que hoje em dia todos que usam a internet diariamente acabam usando algum tipo de software e, consequentemente, um software como serviço - SaaS.

As PaaS realmente reduziram as dificuldades para se criar aplicações Web. Antes, para que uma pessoa pudesse criar uma aplicação, era necessário adquirir um hardware especifico, configurá-lo, instalar softwares complexos, configurá-los, testar a segurança, desenvolver um sistema de feedback e "analytics" do que estava acontecendo, criar um sistema de gerenciamento de contas etc. Isso tudo  deixava a tarefa de desenvolvimento da aplicações muito mais restrita, trabalhosa e lenta.

Uma imagem muito interessante que achei no site da SalesForce explica como o modelo de PaaS auxilia no desenvolvimento de aplicações (e ilustra as fases que mencionei acima antes de a PaaS existir). A imagem, apesar de ser uma "propaganda" da SalesForce, traz um raciocínio que vale para a categoria de PaaS:

Imagem muito interessante que achei no site da SalesForce explica como o modelo de PaaS auxilia no desenvolvimento de aplicações (e ilustra as fases que mencionei acima antes de a PaaS existir). A imagem, apesar de ser uma "propaganda" da SalesForce, traz um raciocínio que vale para a categoria de PaaS:

De acordo com esta interessante matéria do The Guardian sobre o tema, os pioneiros do PaaS foram a Amazon Web Services e o Salesforce.com, apesar de abordagens similares já haviam acontecido antes. O Google tem o Google App Engine, que fica dentro do Google Cloud Platform, que por sua vez trouxe a PaaS para uma escala bem maior.

Para quem quer entender um pouco mais, na prática, como funciona uma PaaS, vale a pena ler as informações deste link do Google App Engine. Eles disponibilizam ferramenta para que as pessoas (em sua maioria desenvolvedores) possam criar aplicações com as linguagens de programação mais populares (Python, Java, PHP and Go), além de integração com outras tecnologias como Node.js, C++, Scala, Hadoop, MongoDB, Redis, entre outras. No site também trazem alguns casos de sucesso de empresas conhecidas e estabelecidas como Rovio, Khan Academy e Best Buy que usaram este PaaS.

Espero que o post tenha sido esclarecedor e que vocês agora se sintam mais confortáveis para falar sobre PaaS.

Para assistir ao vídeo "Você sabe o que é SaaS, PaaS e IaaS?" em meu canal do YouTube, aperte o play abaixo:





Fontes: Wikipédia (em português e inglês), matéria do The Guardian, Google Cloud PlatformSalesForce, Amazon Web Services


***

Se você quer ficar sabendo quando os próximos vídeos forem lançados, inscreva-se no meu canal do YouTube. Se você quer receber os próximos posts deste blog por email, clique aqui.

Na coluna da direta deste blog você encontrará os posts mais populares, assim como o arquivo com todos os posts publicados. Se você sentiu falta de algum tema, escreva-me

Até a próxima!

Luiza S. Rezende
Advogada empresarial especializada em startups
about.me/luizasrezende 

Amazon Web Services, Cloud Platform, Google, Google App Engine, PaaS, plataforma como um serviço, Platform as a service, Salesforce, tecnologia, TI,
Foto: Panther Media/ CrayonStock